AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

CERTIFICAÇÕES CLIENTES FALE CONOSCO
Tecnologia 4.0 impulsiona recuperação da indústria
Tecnologia 4.0 impulsiona recuperação da indústria
31/05/2021
Em momentos de crise, como a causada pela pandemia de Covid-19, apostar em inovação pode ser a chave para a retomada de crescimento

Uma empresa que tem a tecnologia como aliada tem mais facilidade para superar momentos de crise. Pesquisa recente divulgada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) mostra que o investimento na indústria 4.0 é revertido em lucratividade, melhores perspectivas e maior capacidade de adaptação do negócio em um cenário adverso, como o da pandemia de coronavírus, que ainda é uma ameaça para a economia.

Embora ainda seja encarado por muitos executivos como custo ou um item de baixa prioridade, em uma comparação entre as empresas que adotaram tecnologia da indústria 4.0 com as demais revela que as que apostaram na inovação saíram melhor da crise.

Até o início de 2021, conforme o relatório CNI, entre as empresas que têm até três tecnologias integradas aos processos, 54% já registram, atualmente, um lucro igual ou maior que o período pré-pandemia. O índice cai para 47% nos negócios que ainda não se adequaram à modernidade. A lucratividade já é maior em 29% das empresas industriais que adotaram quatro ou mais tecnologias, percentual quase igual aos 28% entre quem adotou entre uma e três tecnologias e acima dos 25% entre quem não adotou nenhum recurso previsto na chamada indústria 4.0.

Entre os itens que podem impulsionar a lucratividade e recuperação de uma empresa em meio aos momentos de crise, estão várias tecnologias:

Robótica avançada
Impressão 3D
Big Data
Inteligência artificial
Sistema de conexão máquina-máquina
Softwares de gestão avançada de produção
Sensores
Computação em nuvem

Geração de emprego

Empresas com robótica avançada, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, aumentaram mais o quadro de funcionários na pandemia
Nos segmentos de empresas que contam com esse tipo de tecnologia na sua produção, 37% aumentaram o número de empregados. No grupo daquelas com sistemas de conexão máquina-máquina e sensores, os percentuais são de 32% e 30%. O índice cai para 22% entre as indústrias que não adotaram tecnologias da indústria 4.0.

Ao longo de 2021 a perspectiva de crescimento é promissora para as indústrias que empregam novas tecnologias. Para 63% dos executivos que atuam nesses negócios, o faturamento deve aumentar no próximo ano. No outro grupo, que não pretende investir em inovação, o índice é quatro pontos percentuais menor (59%).

Em um ano desafiador como foi 2020, três em cada 10 indústrias que adotaram ao menos três tecnologias 4.0 aumentaram o quadro funcionários na comparação com o mês imediatamente anterior à pandemia: fevereiro. Entre as outras, o índice cai para 22%.

Impacto

A pesquisa divulgada pela CNI revelou que as tecnologias da indústria 4.0 que mais impactam positivamente na lucratividade das empresas são os sistemas de conexão máquina-máquina, big data e inteligência artificial. Entre as empresas que adotaram as duas primeiras tecnologias, 32% lucram mais hoje do que no pré-pandemia. No grupo daquelas que têm inteligência artificial, o índice é de 30%. Os percentuais são 7 e 5 pontos percentuais maiores que os registrados pelas empresas que não apostaram em inovação.

O que impede o crescimento da indústria 4.0?

A falta de recursos é o maior obstáculo para a inovação ou incorporação de tecnologias para 35% dos executivos que participaram da pesquisa. Em segundo lugar, apontado por 24% das lideranças empresariais como a principal barreira, ficou o alto custo aliado à dificuldade de acesso ao crédito.

A pesquisa mostra também que a maioria das pequenas, médias e grandes empresas industriais brasileiras (74%) já adotaram ao menos uma tecnologia 4.0. Pouco mais de um terço do total (35%) está em um nível mais avançado, tendo implementado ao menos três diferentes tipos de tecnologia. A mais comum é a computação em nuvem, presente em 52% das empresas, seguida por sensores (36%) e softwares de gestão avançada de produção (33%). A tecnologia 4.0 menos presente é o big data, adotado por apenas 6% das empresas.

Todos os dados levantados podem ser consultados no link https://static.portaldaindustria.com.br/portaldaindustria/noticias/media/filer_public/de/cc/decc6afa-ae64-4160-9b3c-87d7dcd4b3d6/a_industria_40_e_a_pandemia.pdf

ISO 9001

Trabalhe Conosco

Rua Cabreúva 427, Jd. Leocádia - 18.085-340 - Sorocaba/SP | MAPA

152101.6100

Executa - Gestão de Internet