AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

CERTIFICAÇÕES CLIENTES FALE CONOSCO
A quarta revolução industrial pode impactar o crescimemto sustentável
A quarta revolução industrial pode impactar o crescimemto sustentável
10/10/2016
Quando analisamos a história de desenvolvimento mundial, momentos com picos de grande crescimento sempre estão ligados a algum tipo de revolução industrial. A máquina a vapor, na metade do século 19, o modelo de produção em massa, no início do século 20, e o boom da automação, na década de 70: essas três revoluções, que aconteceram em média a cada 50 anos, aumentaram a produtividade e foram responsáveis pelo impacto no crescimento da economia mundial.

A produtividade é a alavanca que proporciona o crescimento e as mudanças observadas ao longo dos últimos anos em relação aos meios de produção, principalmente ao avanço da tecnologia, que constitui a base da próxima grande revolução, a Quarta Revolução Industrial. Essa realidade, já faz parte do nosso dia a dia, tem transformado a interação entre os seres humanos e as máquinas, uma vez que mistura os mundos real e virtual.

A Quarta Revolução Industrial

A Quarta Revolução Industrial, ou Indústria 4.0, é um termo que foi criado por um grupo de empresários, políticos e acadêmicos da Alemanha com o objetivo de aumentar a competição da indústria através da inclusão de sistemas ciber-físicos (CPS) aos processos de transformação industriais. Esses CPS são capazes de reinventar a linha de produção, porque além de aumentar a capacidade, conseguem produzir de acordo com dados externos, mantendo os padrões de qualidade e eficiência.

Uma das principais características desse novo modelo está ligada à ideia de design voltado para o consumidor, ou seja, os produtos personalizados. E tudo isso graças à Internet das Coisas (IoT) e Big Data, que funcionam como pilares da base tecnológica que sustenta essa 4ª revolução e oportunizou os principais avanços industriais ligados à tecnologia observados nos últimos anos.

Essa personalização em escala, para muitos especialistas da área, é um dos pontos mais interessantes e animadores da nova era da indústria: será possível comprar produtos com funcionalidades exatas com os mesmos custos e prazos de entrega de produtos feitos em massa.

O que muda nessa nova fase da indústria?

Uma das primeiras consequências geradas pela integração entre fábricas inteligentes e parques industriais seria a redução do gasto energético. Segundo o Grupo de Pesquisa da Indústria 4.0, apoiado pelo governo alemão, quantidades enormes de energia são gastas durante as pausas de fins de semana e feriados, impacto esse que seria minimizado com a popularização das indústrias da era 4.0.

A relação de trabalho também seria modificada, uma vez que a máquina pode executar com mais eficiência e em menor tempo tarefas repetitivas hoje realidades por pessoas. Essa mudança seria capaz de proporcionar maior poder de inovação às indústrias, o trabalho manual seria automatizado e os trabalhadores poderiam ser melhor aproveitados em outras atividades que requerem concentração e capacidade de raciocínio, além do próprio controle dos sistemas físicos que comandam a produção.

A Industria 4.0 já chegou, e irá se intensificar ao longo dos próximos anos. Essa pode ser uma ótima oportunidade para um novo momento de crescimento sustentável e fortalecimento da economia mundial, gerando impacto positivo nos negócios pelo mundo todo.
Correio de Uberlândia
ISO 9001

Trabalhe Conosco

Rua Cabreúva 427, Jd. Leocádia - 18.085-340 - Sorocaba/SP | MAPA

152101.6100

Executa - Gestão de Internet