AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

CERTIFICAÇÕES CLIENTES FALE CONOSCO
Frigoríficos entram em ciclo irreversível de automação
Frigoríficos entram em ciclo irreversível de automação
18/09/2015
Os frigoríficos brasileiros de aves entraram num ciclo irreversível de automação já há alguns anos. As razões por trás disto são a gradual escassez de mão de obra disposta a trabalhar em frigoríficos de aves (e de outros animais também), a busca por empregos que exijam menos fisicamente dos funcionários e os crescentes custos sociais. Esta é a opinião do consultor Fábio Nunes.

Ele explica que, quando comparado a outros países do mundo, o nosso nível de automação industrial ainda é baixo, porém, comparado aos frigoríficos de 5 anos atrás, por exemplo, avançamos significativamente no nível de automação.

O nível de robotização aplicado ao processamento de aves, como um todo, ainda é muito incipiente quando comparado ao nível de automação convencional dos frigoríficos de aves e ao uso de mão de obra nos distintos processos. Segundo ele, a robótica atual é encontrada em pouquíssimos frigoríficos, nenhum deles no Brasil, e utilizada em poucas áreas, predominantemente em substituição ao trabalho manual nas operações de manuseio de bandejas de produtos, embalagens masters, caixas e pallets.
-Todavia, a sua aplicação nos frigoríficos de bovinos, suínos e ovinos já está muito mais difundida, encontrando distintas aplicações nas áreas de evisceração, corte e manuseio de embalagens- diz.

Ele aponta que a automação hoje está presente não mais apenas na forma de linhas de evisceração automáticas, como costumava ser há alguns poucos anos. -Ela se estendeu à classificação de carcaça por visão eletrônica e às áreas de corte e pesagem e embalagem de frangos inteiros e partes, que incorporaram, por distintas razões, equipamentos e tecnologias de finalidades variadas, com o intuito de permitir contornar a escassez de mão de obra; buscar ganhos de produtividade e a concomitante redução dos custos de processamento; dar maior consistência aos processos produtivos; aumentar a confiabilidade dos parâmetros de qualidade dos produtos, como o peso individual dos cortes e o peso final das embalagens, sobretudo daquelas voltadas ao mercado de exportação, entre outras- explica.

Grande parte da pesquisa está focada no desenvolvimento de robôs de desempenho no nível humano, assim chamados porque eles são projetados para executar com precisão semelhante à de um ser humano e pode adaptá-los às condições de mudança.

Já há alguns anos, num pequeno prédio dento do campus localizado na zona urbana de Atlanta, está em desenvolvimento, pelas mãos de um grupo multidisciplinar de pesquisadores, sistemas robóticos de alta precisão e destreza que deverão, em pouco tempo mais, estar aptos a substituir, com significativas vantagens, parte do trabalho humano nas linhas de corte dos frigoríficos americanos e, com boa dose de certeza, mundiais também. A indústria avícola está prestes a experimentar, em algum tempo mais, a guinada que já viveu a indústria automobilística mundial há muitos anos, onde o uso da robótica está amplamente difundido
AviSite
ISO 9001

Trabalhe Conosco

Rua Cabreúva 427, Jd. Leocádia - 18.085-340 - Sorocaba/SP | MAPA

152101.6100

Executa - Gestão de Internet